quarta-feira, 16 de março de 2011

Vende-se vida

É 1:25, e não me apetece dormir, apenas escrever.

Ando com saudades de escrever, confesso. É como se parte de mim estivesse adormecida, mas frenética e a fervilhar, confinada a um espaço repleto de energia vibratória, pronta a libertar-se para mais amplo espaço.

A minha vida anda uma confusão.

Tenho saudades do que ainda tenho, porque em breve poderei vir a não ter com tanta frequência.

E isso está-me a deixar num impasse, porque entre tanta coisa que vou deixar de ter, terei uma que me alimenta: a enfermagem.

Hoje, durante a formação de vendas, apercebi-me de que não fui feita para mais nada a não ser enfermagem. Fiz amizade com uma rapariga em apenas 1 dia, e ela própria comentou comigo que dava ar de que estava alienada daquilo. E é essa a verdade: o meu mundo é outro.

Sei que vou ser uma óptima vendedora, mas isto com apenas um objectivo: vender. E esse objectivo não me satisfaz. Porque é fútil. É estúpido. Não traz qualquer satisfação pessoal.

Ajudar alguém a escolher um colar, uns brincos, ou uma carteira, ou simplesmente persuadir a todo o custo alguém a comprar algo mesmo que não tenha qualquer intenção disso, não faz de mim alguém mais feliz.

E pensando bem, não sei que felicidade possam ter os vendedores nisso. Fazem um cliente feliz? Sim. Mas o cliente precisava mesmo daquilo? Talvez. Conseguiram revirar a mioleira ao cliente de tal modo que fizeram com que comprasse algo que não precisava, mas conseguiram dinheiro só para atingirem o objectivo de vendas? Não é para mim.

É isto a minha vida.

Fácil, hein?

7 comentários:

Sammael the Morning Star disse...

isso de vender a vida é o mal de muita gente ( eu até a alma vendi)...quanto ao ser vendedor...quando se vende um sonho a alguém, vende-se minutos de paz de espírito e alegria...

bj

Mariavaicomasoutras disse...

Estou contigo nos teus lamentos, pudera ajudar-te...sabes bem o que penso sobre o que estás a fazer.
Resta dizer-te que melhores dias virão.

Bjinho grande para ti também.

siceramente disse...

lool! tantos problemas só por vender! O cliente compra porque quer :p

CF disse...

Minha querida tb podes ver isso de outro prisma...
As aprendizagens que fazes nessa formação, embora te pareçam sem qualquer significado ajudam-te a adquirir competências transversais à área da saúde... pensa só que as estratégias de marketing podem ser úteis na motivação das pessoas a alterar estilos de vida, etc...
Como vês todo o conhecimento que vamos adquirindo vai sendo mobilizado de forma sábia (que tenho a certeza ser o teu caso) ao longo da tua vida... seja como vendedora, seja como enfermeira...
Como um dia te disse, nunca deixarás de ser enfermeira, mesmo que venhas a tirar outro curso, este já o tens...
bjs e toca a andar para a frente.
O hoje transforma-se em amanhã e quiçá virão outras aprendizagens boas...

Dark angel disse...

Já viste se todos fôssemos prendados para a enfermagem? O mundo não é homogéneo, é preciso haver de tudo, para que todas as necessidades inerentes à sociedade sejam preenchidas. Os objectivos são diferentes em cada ser, essa é a beleza de sermos todos diferentes e todos iguais. Percebes? Por isso faz a enfermagem aquilo que te faz sentir preenchida, mas lembra-te de tudo o resto que te pode complementar ainda mais.

A vida não é uma escolha, é uma soma de escolhas.

Beijinhos, Bfs***

Lisie disse...

Tenho vindo a descobrir que a enfermagem alimenta-me também e não consigo pensar em profissão tão gratificante quanto esta que em breve terei. Até agora, não me imagino de outra forma.
Este texto poderia muito bem ter sido escrito por mim. (:
Sim, se calhar somos mesmo a mesma pessoa haha

Anónimo disse...

Deepzinha , há-de chegar o dia em que te poderás sentir realizada a exercer aquilo para que estudaste e para o qual tens uma clara vocação. Até esse dia chegar- e eu creio que vai chegar, se bem conheço a tua força e persistência obstinada- fazes bem em aproveitar as novas oportunidades que a vida te oferece , nem que seja a fazer algo que não te enche completamente as medidas.
Jinhos e coiso i tal!! :-))


ass: consumidor