vendredi 24 septembre 2010

Perguntas estúpidas

Não sei se é do meu contexto social, cultural, wathever, mas há perguntas feitas pelos adultos às crianças, a modos que, me causam uma certa azia.

O contexto repete-se sempre da mesma forma.

(Ambiente: Reunião familiar, ou de encontro com amigos/as, conhecidos/as).

Familiar, amigo/a, conhecido/a: Oh que lindo/a... Tem quanto tempo?

Pai/mãe: Tem dois aninhos (momento em que se babam).

Familiar, amigo/a, conhecido/a: E já fala bem?

Pai/mãe: É um(a) autêntico/a papagaio! (risos)

Familiar, amigo/a, conhecido/a: Então e de quem gostas mais? Do papá ou da mamá?

(Silêncio. Momento em que os pais roem as unhas, olham com ar ameaçador a criança e pedem aos céus que a resposta seja coerente, vinda de uma criança de APENAS dois anos. Todos esperam a resposta da criança)

Criança: Goto dos dois!

(Pais sorriem, riem-se estridentemente, e fazem uma festa, lançando foguetes - pum pum pum. A criança ri-se, e interiormente pensa: esta gente tem de olear os parafusos).

E assim termina mais uma saga em que quem sai vencedor/a do óscar é a criança. Desde pequenos somos educados para já sabermos o que os outros esperam de nós: que sejamos tudo, menos nós.

(a autora do texto balbucia qualquer coisa como: tirem-me deste filme).

3 commentaires:

CF a dit…

lolololololololol
Fartei-me de rir! Essa pergunta tb me causa azia a evoluir para uma gastrite!!!
E no meio disso tudo quem é mais esperta mesmo, é a criança que já responde de acordo com o que se espera dela, ou então não quer ficar mal com nenhum dos progenitores...não vá "querer" alguma coisa e não lhe dão!
Uma das perguntas para o clássico guiness das mais idiotas...

Marta a dit…

Ahah tinha de ser xD
Também não gosto nada destas coisas, mas enfim :p

Quanto ao post seguinte, pensa no que é melhor para ti! Tens tempo =)

Beijinho grande

Anonyme a dit…

looool
Acho que é mesmo uma questão cultural e um hábito social.
Mas , deixa que te diga , há putos que embaraçam um dos progenitores, assumindo uma predilecção por um deles. Aí sim é que é giro. O ''rejeitado'', ainda meio encavacado, a tentar limpar a imagem...
''Oh bebé , tu gostas do papá e da mamã , não é? Diz lá.''
Há uma pergunta , num contexto diferente, que também me causa uma certa estranheza.
Imagina que te ligam a horas impróprias, horas em que é certo e sabido que estás a dormir. O telelé toca.. toca.toca, até que, meia a dormir, pegas nele e atendes.Do outro lado, uma voz pergunta: ''Deep, desculpa se te acordei. Tás a dormir?''
WTF! Se se atende, estivesse-se ou não a dormir antes de atender, como é possível que estivesse agora a dormir?!
Muito divertido este teu post :)
Jinhos e coiso i tal!! :-))


ass: gugu dada