sexta-feira, 23 de abril de 2010

"Um beijinho, Alma... Até logo".

Adoro voar... Não, não é em cima de dragões...
Adoro, a meio da noite, erguer-me da almofada, lentamente ao sabor da brisa que vem de lá de fora, e sentar-me na cama. Tenho uma camisa branca, quase pura, de alças, e tecido fino. Contemplo a Lua, que me alumia, cheia, com as feiticeiras boas e más em guerra, como tantas vezes me diz o meu avô. "Vês aquelas manchas negras? São os danos causados das guerras entre elas...".
Tento apercerber-me para que direcção seguem as correntes de ar...
Descalça, com os meus finos pés, empoleiro-me na janela, e lanço-me em direcção à Lua. Quero ver as feiticeiras boas, e reprimir as más, para que também sejam boas. A Lua precisa de descanso.
Oiço o silêncio das ruas, vejo o verde das florestas, toda a gente dorme... Menos eu.
Estou sozinha, mas no fundo, a minha Alma faz-me companhia, e vamos de mãos dadas, sorrindo uma para a outra, felizes.
Contemplamos as nuvens, beijamos a neblina da madrugada.
São quase cinco horas da manhã. Temos de regressar. O Sol queima a pele, e a Alma não gosta de luz. Aliás, gosta, mas esta noite, bebeu da escuridão.
Regressamos, e ainda voando, passámos pela janela, e poisamos suavemente no chão.
Sento-me na cama, e respiro. Estou feliz.
Deito-me, puxo a roupa da cama para mim, que agora que vai nascer o Sol, faz frio.
"Um beijinho, Alma... Até logo".

5 comentários:

siceramente disse...

Só não gostei da parte das fadas.. Nada de mundos imaginários :P

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Wow! Gostei imenso. Nesta adoração da noite, da contemplação, do sentir o próprio "eu"! E também da lua precisar de descanso. Nao podia estar mais poetico. E das fas e duendes se houvesse, porque é importante emprestarmos fantasia e sonho à realidade.

UM grande beijinho amigo... mas sobretudo PARABÉNS

CF disse...

Gostei muito do texto. revejo-me nele nas noites em que não consigo adormecer. Umas há, em que não consigo ter a serenidade necessária para a interiorização, mas noutras faço esse "jogo" de falar comigo mesma. Infelizmente, cada vez menos encontro fadas e vejo mais o mundo crú e nú, sem fantasias. É bom fantasiar dentro dos "limites certos" pois isso dá-nos uma certa leveza à alma... Mais vaporosa, mais alegre, mais desprendida... mais solta
Liberdade que os sonhos desta qualidade nos dão.
Vejo que te deram os parabéns... Tb tos dou. Se foi de aniversário ficam dados... se não for, darei pela fase que se aproxima de "finalização" de uma etapa da tua vida. Parece que foi ontem! lolololol
bjs grandes

Anónimo disse...

Recebe um grande beijinho de parabéns por teres escrito este texto com muita alma.
Quanto ao até logo...talvez, se nesta noite também eu sair por aí fora , voando. Se não sair , desejo-te uma boa viagem, sem que não esqueças que não é só a Lua a precisar de descansar e serenar.
Até breve!
Jinhos e coiso i tal!! :-))



ass: flutuo

Azoth disse...

Um bom dia caríssima...

Diz o povo "Não se dever dormir sob a luz da lua, principalmente quando esta está cheia." Hummm...Povo sábio... Bons sonhos Deep...