dimanche 31 mai 2009

Banco Alimentar Contra a Fome


Não sou pessoa de julgar os outros, até porque já aprendi que mais depressa se julga, mais depressa se comete exactamente o mesmo acto (destino ou não, não sei…).


Mas ontem, enquanto participava na recolha de alimentos para o Banco Alimentar Contra a Fome no Hipermercado da minha freguesia, e apesar de alguns sorrisos que nos eram lançados quando recebiam os sacos para colocarem os alimentos e entregavam os sacos com o que podiam, outros nem sequer estavam dispostos a ouvir-nos, ou pegavam no saco com extremo mau humor.


Um casal jovem, que após ter contribuído, dirigiu-se para o carro. Mas a senhora voltou para ir à Caixa Multibanco que existia por detrás da zona em que estávamos a fazer a recolha e montado o estaminé. A certa altura, após ter estado algum tempo à espera para aceder à Caixa e ter retirado o seu dinheiro, diz-nos enquanto caminhava: “Vocês aturam cada coisa… Até parece que é para vocês que estão a pedir…”, e lançou-nos um sorriso. Eu só respondi: “O nosso dever é ouvir e calar… Tem de ser!”.


Ela tinha razão. Mas a verdade é que os quatro carrinhos de compras completamente cheio que conseguimos fazer em apenas duas horas, a enorme mobilização que existiu e continua até ao final do dia de hoje em todo o país, valeu a ignorância que nos foi dirigida e a má vontade de alguns em ajudar quem mais precisa.


Se puderem, contribuam! O Banco Alimentar Contra a Fome agradece! :)

6 commentaires:

LH a dit…

Compreendo-te perfeitamente.
Já pratiquei voluntariado durante três anos e passei por esse tipo de situação.
E, aqui pela feira, (talvez seja assim em todo o lado), atitudes dessas são o que não faltam.
Mas também´há gente solidária, felizmente. :)

Um beijinho.

LH a dit…

Feira, com maúscula. É a nossa terrinha. :D

Anonyme a dit…

quando se olha demasiado tempo para o próprio umbigo e se fica convencido que ele é o centro do Universo, corre-se o risco de não se ver que à nossa volta,pertinho de nós, há quem esteja a passar por um mau bocado.
quem reage com mau humor,apesar de estar no direito de não contribuír com nada, não pensa sequer na possibilidade de que um dia, mais ou menos longinquo, possa vir a necessitar também de apoio social e alimentar , por parte de uma instituição como o Banco Alimentar.
não pensam nessa hipótese, mas deviam...
o Mundo dá tantas voltas, que não podemos tomar nada como certo.
'' a alegria da pobreza, está nessa grande riqueza de dar e ficar contente'' :-))
Jinhos e coiso i tal!! :-))

ass: banco de carinhos

messy a dit…

sempre (:

Anonyme a dit…

Pois é... infelizmente é muito bonito quando se diz que temos que ajudar os mais necessitados, até ir à missa e rezar pelos mais pobrezinhos!! Mas quando aquilo que está em causa é tirar de nós para dar aos outros, aí as coisas complicam-se :S
Mas é muito gratificante quando vemos o resultado do tempo que se perde nestas actividades, os insultos que às vezes ouvimos... mas no final sentirmos que o nosso dever foi cumprido.
Tenho pena n ter podido participar este ano :(

"Há mais alegria em dar do que em receber" ;)

Beijinhos
ass. Marlon

Anonyme a dit…

[url=http://kaufencialisgenerikade.com/]cialis preise[/url] preise cialis
[url=http://acquistocialisgenericoit.com/]cialis[/url] cialis dove comprare
[url=http://comprarcialisgenericoes.com/]comprar cialis[/url] cialis
[url=http://achatcialisgeneriquefr.com/]cialis prix[/url] cialis