mardi 21 avril 2009

No Sense




Toca-me a mão


Entrelaça-me os dedos


Gira-os na minha palma sem senão


E segue as linhas num sonho sem medos




Prescrute as curvas do meu rosto


Segue o meu olhar


Mergulhar


Conhece-me ao Sol posto




Sente que me deves tocar


Sente que te deves afastar


Sente o efeito que me faz o teu sorriso


Sente a energia que me carregas sem aviso




Onde estás?


Onde irás?


Quando virás?


Quando me amarás?




4 commentaires:

Daniel Silva (Lobinho) a dit…

Dos gritos simples, ecoam vontades.

Muito bonito.

Anonyme a dit…

wooooooow!!!
lindo!!
e mais não digo...
Jinhos e coiso i tal!! :-))

ass:peter pan

Sant'Iago a dit…

perguntas que se lançam e que não dizem resposta.
mas quando o olhos encontrarem aquilo que o coração procura, a boquinha sorrirá, e esse coração de ouro abrir-se-á... e um arco-irís vai inundar os céus no esplendor da felicidade única.
ela anda aí.. só ainda não aportou...
muito lindo mesmo. beijinho grd

Why not? a dit…

Há de chegar aquilo que tanto procuras...Pessoas como tu nao podem nem devem ficar sozinhas, é um desperdicio ;)

Um beijo daquele que tem saudades de falar ctg :D