samedi 21 juillet 2012

Aeroportos

Ultimamente dou por mim a pensar muitas vezes sobre a carga energética e sentimental que os aeroportos comportam.

Gosto de aeroportos, gosto das pessoas diferentes com que podemos travar conversa, gosto do ar de mau dos seguranças que se transforma em ar de cuirosidade quando decidem que temos de tirar o cinto, gosto de ver as famílias stressadas com as malas porque um quer levar a mala x e o outro a y, gosto da concorrência a nível tecnológico entre aeroportos, gosto de ver que as lojas nos aeroportos estão às moscas porque ninguém se lembre de pagar o dobro por algo que não precisava até ver os produtos expostos.

Se para uns é a chegada, para outros a partida; se para uns é a alegria, para outros a tristeza; se para uns é o início das férias, para outros é o fim.

E no meio de tanta lágrima, sorriso, e malas, há as hospedeiras de bordo imaculadamente maquilhadas, penteadas, e sempre preocupadas com a transpiração e com o sorriso. Mas isso é tema para outro post.

Aucun commentaire: