dimanche 12 février 2012

Ser enfermeira...

Não costumo falar muito do meu trabalho no blogue, simplesmente porque é tão esgotante, que nem forças tenho para chegar a casa e ainda escrever sobre isso.

Querem que vos diga que ter 3 dezenas de pacientes com Alzheimer é uma alegria? Que saio do trabalho sem pensar que estou esgotada por ter de ser uma óptima actriz durante o dia e validar pensamentos perdidos e desesperados por ouvir um "sim" só para não os ver chorar de desespero? Que é muito bom assistir à morte lenta e ao preencher papelada do óbito já preparada à entrada do paciente para o lar? Que limpar fezes e mudar fraldas é um júbilo? Que ter de chegar ao cúmulo de esmagar medicação para dar com doce de fruta por já não poderem engolir é um capricho? Que negociar banhos é uma tarefa que leva 15 minutos de pura alegria, porque não se querem despir? Que quando se agarram a mim, e me dão beijos na mão, não me apetece chorar e ficar com eles para sempre?

O Mundo não é cor-de-rosa... Mas a vida não deixa de ser linda, porque cada paciente que toquei, faz parte de mim... E tornou-me nisto... Uma enfermeira para a vida.

2 commentaires:

Ana Ferreira a dit…

Fizeste-me emocionar ao ler isto. Por te perceber tão bem e saber o que é isso de ser enfermeira para a vida e o quanto isso é bom!!!

Dark angel a dit…

És grande, oube lá. Não há muita gente que o sinta dessa forma, por muitas pessoas que haja a exercer enfermagem. Nunca deixes de ser essa alma linda que és.

Beijinho e abracinho apertados.