lundi 21 novembre 2011

Conflitos

Não é fácil comunicarmos. Muito menos sendo nós humanos, onde tudo conta: o tom de voz, o conteúdo, as expressões faciais e gestuais, o olhar, o toque.
É difícil controlarmos cada uma das acções que temos, ponderar em segundos, agir, e reflectir. E até aqui eu entendo. Entendo que para uns seja mais fácil do que para outros. Entendo que não possamos ter ligações maravilhosas com toda a gente, nem que o nosso sorriso seja espontâneo para todos.

Agora, há uma coisa que não entendo, mas que um dia, quem saiba, de repente a lâmpada (económica, espero) se acenda, e perceba o gozo que certas pessoas têm em prejudicar o próximo. Talvez venha a perceber o real benefício que exista, porque de momento só vejo mesmo o regozijo em ver o outro prejudicado, seja a que nível fôr.

É triste assistir a expressões ofensivas vindas de alguém sobre um outro alguém que nem sequer está presente para se defender.

E se formos a generalizar sobre este Mundo, talvez seja a base de tudo. Talvez seja a base de tantas guerras, de tantos conflitos, de tanta maldade que surge sabe-se lá de onde.

Deveríamos nascer imparciais a tudo e todos.

1 commentaire:

M. a dit…

Crescer doí...Bem vida ao planeta dos homens:(