mardi 29 septembre 2009

Não sei se hei-de idolatrar ou odiar…

Todos temos características específicas que constroem a nossa personalidade, personalidade única… Inigualável… Mutável, mas sempre pessoal.

Esta conclusão, já por volta dos meus 16 anos (considerando a minha idade mental de talvez 25), era mais que nítida na minha cabeça, e não me admirou o facto de que em Psicologia, a descrição da personalidade fosse como um déja vu.

Certo é que fui constatando ao longo da minha ainda curta vida, que existem pessoas que conseguem assimilar dentro da sua personalidade, características que a mim me soam antagónicas, pólos opostos, quase uma mistura de CO2 e O2 em estado imaginado sólido.

Vejo rostos que diria descomunais… Em que, numa vista de perfil, de um dos lados consigo vislumbrar um sorriso forçado, uns olhos quase condescendentes, e nem uma ruga de expressão; por outro, quando o outro lado visto à luz desarmada, exibe um olhar quase petrificante tamanho o ódio, rugas de expressão quase a saltar da pele que em tempos fora graciosa, e um trejeito de boca quase insultante.

Não que possam ser dirigidos a mim, mas só o facto de saberem da sua existência, assombram-me a alma e criam em mim uma curiosa piedade.

E a estes rostos, associam-se discursos também totalmente imiscíveis: se por um lado o som sai melodioso e gracioso… Por outro, quase que cospe de rancor.

Há dias, que choro por dentro sabendo que sou humana e partilho do barro destas entidades com que fui formada.

Não quero ser assim… Não quero criar em mim um lado que deseje destruição…

Hoje, acordei com um estranho nó na garganta… E sei porquê… Sei que se deveu há horas atrás ter aberto a minha alma sobre este meu pensamento com quem partilho a minha vida… E o seu gesto, foi simples… Deitou a sua cabeça no meu colo, e invadiu-me de caridade e amor… Como se me dissesse directamente ao meu coração, mas sem emitir qualquer palavra:

Eu não sou assim, e também não o és… Isso é o essencial.

12 commentaires:

Anonyme a dit…

Que precoce

Anonyme a dit…

na minha opinião, que vale o pouco que vale, acho que todos nós temos essa ''dupla personalidade''.
nem sempre diabos, nem sempre anjinhos...é assim que somos. somos assim por sermos humanos, falíveis, erróneos e com um lado bom e um lado mau.
há aqueles onde predomina o lado bom. há outros onde vence o lado negro. em ambos os casos, em dados momentos, também essas pessoas nos mostram o seu lado mais escondido, seja bom ou mau.
pelo que conheço de ti, em ti abunda luz do lado bom. não deixes que essa luz se manche muitas vezes com actos ou palavras menos dignas.tenho certeza que não deixarás, apesar de que tu´, como todos nós, também tens um lado menos bom.
Jinhos e coiso i tal!! :-))


ass: cara e coroa

Melga a dit…

Acho que falas a sério!

Cuidado com a ressaca...seja do que for!

Bjo***

f a dit…

ola depy e entao que tal corre o estagio? hehe

sim, eu sei q devia falar sobre o texto e tal, mas visto q nao t encontro no msn nem em lado nenhum olha, venho paqui pedir noticias=)

uma beijoca

Gloria a dit…

é essa a complexidade humana... não exite ninguem simplesmente bom ou mau... todos partilhamos da complexa realidade de sermos mutáveis e... imprevisiveis1

Vânia Pereira a dit…

Visita o meu blog e diz o que achaste...
Espero que gostes e divulgues aos teus amigos :)
http://orimoda.blogspot.com/

beijinhus

O Profeta a dit…

...Às vezes uma intensa alucinação
Em que viajas pelo meu eu
Às vezes o mundo fica em espera
Da união do mar com o céu

Onde param os teus anseios
Onde encontras a sublime calma
Nestes dias de dura tormenta
Onde aqueces a tua alma?

Voa comigo...


Mágico beijo

O Profeta a dit…
Ce commentaire a été supprimé par l'auteur.
messy a dit…

e se não queres ser assim, não vais ser (:

Azoth a dit…

Bom dia.

E muitos mais mistérios encerra a personalidade...

Fraternamente :.

Fragmentos Intemporais a dit…

Palavras que me sacudiram a alma...


... fico a pensar...

O Profeta a dit…

A meiguice dos teus olhos
Enternece a alma mais dura
Sei-te em cada batida de coração
Na verdade da água pura

A verdade da terra
De verdadeira verdade se veste a tua alma nua
O mundo conhece teus passos
O teu destino impresso nas pedras de uma rua

Mágico beijo